braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Manhã de inverno


A madrugada tava fria,
O galo saiu a cantá,
Com toda alegria,
Pramode a gente se acordá.
Mas enfim me acordô,
Um forte vento que passô,
Anunciano um temporá.

* * *

No ar as nuve vaga
E por cima vai passano,
Com a sua caiga d´agua,
Que na terra vai dexano.
Acordei minha muié,
Pramode fazê o café,
Que o dia vem chegano.

* * *

A chuva forte caino,
Moiano o teiado,
A porta fui abrino,
Ví a água no valado,
Decendo com toda força,
Foirmando aquelas pôça,
Inundano meu roçado.
(Braga Neto)

Nenhum comentário:

Postar um comentário