braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

domingo, 13 de abril de 2014

DOS CINCO AOS SETENTA ANOS DE IDADE: Pesquisa desenvolve técnica para simular o envelhecimento humano


Pesquisadores da Universidade de Washington desenvolveram uma nova técnica para simular o envelhecimento de rostos ao longo de quase oito décadas – e é incrível.
Usando o que eles chamam de “progressão da idade com reconhecimento de iluminação”, o método exige apenas uma fotografia inicial conforme ele “automaticamente produz uma série de resultado de progressão de idade entre 1 a 80 anos, sendo responsável por postura, expressão e iluminação”. O resultado é surpreendente e até um pouco assustador.
Com consequências que vão desde investigações de crianças desaparecidas a efeitos de filmes em Hollywood, a técnica – explorada com muito detalhes e oferece um realismo impressionante a partir de uma única fotografia.
Compare os resultados, por exemplo, quando a projeção visual é feita a partir de uma única fotografia de infância, e então misturada pela mesma técnica para parecer fotos tiradas pela criança em idades específicas:
A técnica digital – as fotos da esquerda na sequência acima mostram como o rosto da criança seria modelado pelo algoritmo – claramente não prevê exatamente como será o rosto no futuro. Além disso, como apontam os pesquisadores, os rostos envelhecidos simulados vistos na sequência foram “compostos na foto real para combinar com o penteado e o fundo”, o que explica os olhos mudando e outras previsões impossíveis, como as mudanças no penteado.
Mesmo no artigo completo, há algumas composições nos resultados finais (veja as mudanças nos olhos da foto final, por exemplo), como visto abaixo.
Como os pesquisadores – Ira Kemelmacher-Shlizerman, Supasorn Suwajanakorn, e Steven M. Seitz – descrevem, “essas médias mostram um protótipo de homem e mulher envelhecendo de 0 a 80 anos, sob qualquer iluminação desejada, e captura as diferenças no formato e textura entre as idades. Aplicar essas diferenças a uma nova foto resulta em um envelhecimento.” (((MSN)))

Nenhum comentário:

Postar um comentário