braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

domingo, 24 de agosto de 2014

A QUENTE DO DIA: Deputado Tião Gomes disse que é tanta prostituição eleitoral na campanha deste ano que dá vontade de desistir


O deputado Tião Gomes, presidente do PSL/PB e defensor da reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), desabafou em entrevista ao PB Agora, ao afirmar que durante toda sua vida pública nunca viu uma eleição tão difícil e um leilão tão grande.
Ele fez referência a supostos acordos escusos que lideranças vem fazendo na Paraíba e revelou que por conta dos leilões políticos, já perdeu o apoio de três prefeitos.
“Eu nunca vi uma eleição tão difícil, eu nunca vi um leilão tão grande. Eu vou pensar muito se vou continuar em política. Já perdi três prefeitos. A minha sorte é que eu trabalho com as bases. Meu trabalho é com o povo”, desabafou Tião.
Tião Gomes (PSL), manifestou suas preocupações com a compra de voto nas eleições estaduais da Paraíba, sobretudo na disputa proporcional, por parte de alguns postulantes a cargos na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB).
Segundo Tião Gomes, “está acontecendo uma verdadeira prostituição eleitoral na Paraíba”. Tião acrescentou que os culpados são os próprios políticos. “Eu não dou, vem outro e dá. Mas, a Justiça eleitoral não está nem aí, por que não tem como provar. O dinheiro não deixa marcas. Temos que ter uma fiscalização maior, a Justiça tem que tomar uma posição”, acrescentou.
Tião Gomes chegou a citar o nome dos três prefeitos que o deixaram e os nomes dos deputados que conquistaram estes apoios políticos, no entanto, por conta da legislação eleitoral a reportagem do PB Agora se reserva a não publicar os nomes e, por ventura, influenciar o pleito.
Além de Gomes, outros dois parlamentares que também lamentarão o “mercadão eleitoral” foram os deputados Adriano Galdinho, do PSB, e João Gonçalves, do PSD. Enquanto Galdino alertou sobre a existência dos “homens da mala preta” atuando na campanha, Gonçalves disse que já havia denunciado vários crimes eleitorais à Justiça, no pleito deste ano. (Henrique Lima- PB Agora)

Nenhum comentário:

Postar um comentário