braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

domingo, 14 de setembro de 2014

UM MENINO EM RIO PARDO


Lembro-me do belo lugar como se fosse hoje. Prédios antigos, mas conservados como se fossem construídos há pouco tempo, ruas de pedras e o clima europeu.
Era por volta das dez horas da manhã de 20 de dezembro de 1977, ainda menino, com apenas 11 anos de idade, pela primeira vez desembarcava com meu pai na rodoviária de Rio Pardo, no Rio Grande do Sul.
A imagem que você vê acima é da rua da ladeira, a mais antiga de Rio Pardo e do Estado gaúcho, construída no ano de 1813, hoje Rua Júlio Castilho.
Por ser uma linda região, considerada uma segunda Europa e, como toda criança, tudo ao meu redor era interessante aos olhos. Cada rua ou avenida, o taxista que nos conduzia até a residência do Tio Francisco, numa rua da cidade histórica, nos mostrava a Casa de Cultura, (antiga Escola Militar), o Museu Histórico Barão de Santo Ângelo, o Museu de Arte Sacra, entre outros pontos turísticos.
Ao chegar à casa do meu Tio, a alegria dele e toda aquela família aumentou e eles já nos esperavam para conhecer e saborear o tradicional, amargo e quente chimarrão.
Passamos a semana do Natal ao Réveillon, comendo churrascos, pratos típicos da região e conhecendo encantados lugares daquele município.
Ainda lembro-me do Solar das Águas, a primeira Usina Elétrica, a Estação Ferroviária, Igreja Matriz, a Ponte do Rio Pardo, o rio Jacuí e a alta Ponte Ferroviária.
Minha viagem à Rio Pardo foi um dos mais emocionantes e importantes momentos da minha vida infanto-juvenil, que marca até hoje, restando apenas saudade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário