braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

NAS DUREZAS DO SERTÃO


A seca no Nordeste
Castiga todas as formas de vida
Animais estão morrendo
Por falta de água e comida.

Sobre o solo seco e cinzento
O gado procura em vão
A estiagem levou tudo
Secou o açude. Destruiu a plantação.

Água, fonte de vida!
Com esperança, clama o cidadão
Que vive a simplicidade
Nas durezas do sertão.

Aos gestores competentes
Um apelo verdadeiro
Realizem Ações efetivas
No Nordeste Brasileiro.

(Émyle Farias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário