braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

quinta-feira, 5 de março de 2015

Veja 10 curiosidades sobre o Dia Internacional da Mulher


1. A primeira proposta de criar uma data em homenagem às mulheres foi feita pelo Partido Socialista norte-americano, em 1909. No ano seguinte, a Internacional Comunista, realizada em Copenhague, decidiu colocar a ideia em prática, já que manifestações pelo direito de voto e pelo fim da discriminação feminina se multiplicavam em todos os países industrializados. A data, porém, demorou a ser comemorada de fato: sua primeira celebração ocorreu em 1911, no dia 19 de março.

2. Mas 8 de março só passou a ser o Dia Internacional da Mulher e pela Paz em 1977, por decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Existem duas versões para sua escolha. Uma diz que nessa data, em 1857, 129 operárias de uma fábrica têxtil de Nova York entraram em greve. Além de salário igual ao dos homens, elas reivindicavam a redução da jornada de trabalho, que era de até 16 horas diárias. Os patrões trancaram as operárias e incendiaram a fábrica. Todas as grevistas morreram queimadas. A outra faz referência a uma manifestação de operárias em Petrogrado (São Petersburgo) em 1917.

3. O Dia Nacional da Mulher é comemorado em 30 de abril. Nascida nesse dia, em 1880, a mineira Jerônima Mesquita entrou para a história como uma grande defensora dos direitos das mulheres, como o direito de votar. A feminista ajudou a trazer o escotismo para o Brasil em 1919, ao organizar o movimento dos bandeirantes. Foi também a fundadora do Conselho Nacional de Mulheres do Brasil - CNMB -, em 1947. Jerônima morreu no Rio de Janeiro, em 1972.

4. As mulheres correspondem a 66% da força de trabalho em todo o mundo, e contribuem para a produção de 50% da comida do planeta. Apesar disso, só 10% do valor dos salários gerados entram no bolso das mulheres. Além do mais, elas são donas de apenas 1% da propriedade privada do mundo.

5. Em 2014, dos 197 países do mundo, apenas 22 (ou 11,2%) tinham mulheres como chefes de Estado. O Brasil, comandado por Dilma Rousseff, era um deles. Apesar de baixo, o número mais do que dobrou desde 2005.

6. As mulheres ultrapassam os homens no quesito educacional. Em 60% dos países do mundo, mais meninas do que meninos completam o ensino médio. Elas representam 58% dos formandos em cursos de graduação. Dois terços das mulheres prestam cursos nas áreas das humanidades e artes. Os homens dominam a área científica, ocupando 60% das vagas.

7. No mundo dos negócios, a diferenciação sofrida pelas mulheres é notável. Em quase todos os países, as mulheres trabalham mais horas do que os homens e ganham menos do que eles. Nos Estados Unidos, apenas 21 das 500 empresas mais bem-sucedidas têm mulheres no cargo da chefia executiva. Nos países pobres, há mais mulheres do que homens no mercado de trabalho informal.

8. O primeiro romance da história, Genji Monogatari, foi escrito por uma mulher. Murasaki Shikibu viveu no Japão por volta de 1.000 a.C.

9. O símbolo utilizado para representar o gênero feminino é uma representação da deusa romana Vênus.

10. Para comemorar o Dia Internacional da Mulher em 2014, o Google produziu um vídeo de um minuto e meio com cenas de 100 mulheres importantes no mundo. Cada uma delas apareceu durante 2 a 3 segundos. Entre as escolhidas, estavam a ativista educacional paquistanesa Malala Yousafzai, a ativista transexual Janet Mock, a primeira surfista iraniana, Easkey Britton, a presidente da Lituânia, Dalia Grybauskaite, e a brasileira Marta Silva, eleita melhor jogadora de futebol do mundo. (Guia dos Curiosos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário