braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

quarta-feira, 20 de abril de 2016

A QUENTE DO DIA: Deputado mais faltoso da Câmara dos Deputados que espalhou confetes na hora de votar contra Dilma é acusado de desviar recursos públicos


O juiz Deomar Alexandre de Pinho Barroso, da 1ª Vara Cível e Empresarial de Barcarena, determinou o bloqueio de bens do deputado federal Wladimir Costa, (SD-PA).
Ele também ordenou a quebra dos sigilos fiscal, bancário e telefônico do assessor direto do deputado, Ildefonso Augusto Lima Paes, e do servidor da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), Emersom Gleyber Leal de Souza, entre outras pessoas.
Eles são acusados de participar de um esquema de desvio de recursos públicos a partir de um convênio fechado entre uma ONG do deputado e a Seel.
A secretaria é controlada politicamente por Wladimir, que integra a base de apoio parlamentar ao governador Simão Jatene (PSDB).
Na mesma liminar, o magistrado determinou o bloqueio e indisponibilidade dos bens dos envolvidos.
Emerson e Ildefonso também foram afastados de suas funções públicas, para não prejudicar as investigações.
Segundo a ação civil pública de improbidade administrativa, movida pelo Ministério Público Estadual (MPE), por meio do promotor Daniel Henrique de Azevedo, a ONG Instituto Nossa Senhora de Nazaré de Educação, Esporte e Lazer, no município de Barcarena, recebeu R$ 230 mil da Seel em 2012.
Segundo o promotor, esta ONG pertence ao deputado Wladimir Costa. O recurso repassado pela secretaria deveria ser empregado em um projeto de aulas de canoagem para jovens na praia do Caripi, em Barcarena, que nunca aconteceram.
Ainda assim, o recurso não foi devolvido ao erário público.

(Diário do Pará-Blog do Tião Lucena)

Nenhum comentário:

Postar um comentário