braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

domingo, 5 de fevereiro de 2017

AS RAPIDINHAS DA NOITE DESTE DOMINGO (5)


O presidente da República Michel Temer, deve anunciar nesta segunda-feira (6), as novas regras do programa habitacional Minha Casa Minha Vida. Com o objetivo de alcançar 600 mil contratos em 2017, a renda máxima para adesão ao programa passará de R$ 6.500 para R$ 9 mil e o valor máximo de venda do imóvel irá de R$ 225 mil para R$ 240 mil.
O governo também deve editar uma Medida Provisória (MP) que restringe a desistência da compra do imóvel. Quando entrar em vigor, a construtora poderá reter 80% do valor pago pelo comprador. (Notícias ao Minuto)
**********
O senador Romário está publicamente insatisfeito e magoado com o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella. O eterno ídolo do futebol mundial apoiou o novo gestor da capital fluminense durante sua campanha eleitoral e agora acusa-o de não cumprir as promessas feitas. Perguntado sobre o que era mais indigesto, futebol ou política, o senador foi direto. “Os dois são. Mas a política é pior. Há muita corrupção, sujeira, enganação. Você combina, aperta a mão, olha no olho, mas não assina um contrato. Então, as pessoas não cumprem”, disse Romário. (Notícias ao Minuto)
**********
Para pagar promessas, uma idosa de 85 anos anda de pé descalso há 50 anos para pagar uma promessa. Dona Josefa, como assim é conhecida, é natural da cidade de Lagarto (SE) e reside na cidade de Tiriúba (SP), com seu irmão há aproximadamente 60 anos. Após sentir fortes dores nas pernas na década de 50, visitou uma igreja católica e fez a promessa: Se eu me curar dessas dores nunca mais ponho sapato no pé. Não demorou muito e as dores sumiram. (Portal Ternura)
**********
Enquanto diversos gestores municipais em todo país se negam a pagar o reajuste de 7,64% do Piso Nacional do Magistério, o prefeito de Cacimba de Dentro, Nelinho anunciou a redação do mídiapb.com.br o reajuste de 8% para os educadores municipais. O gestor explicou que solicitou ao setor responsável um estudo para analisar a possibilidade de valorização do magistério, mesmo antes da divulgação nacional. O resultado do estudo foi bastante positivo, possibilitando o reajuste acima do piso nacional.
**********
Levantamento feito pela Confederação dos Municípios mostra que 83 prefeitos da Paraíba ainda não solicitaram alteração dos dados do gestor no Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops). Com isso, as prefeituras constam como sem secretários. A CNM alerta ainda que no país 2.713 municípios ainda não fizeram a mesma solicitação. A entidade lembra os gestores que essa medida é necessária e obrigatória, uma vez que o prazo para registro das receitas totais e despesas em ações e serviços públicos em saúde encerrou na segunda-feira, 30 de janeiro. (MaisPB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário