braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

O LINGUARUDO

O deputado federal Pedro Cunha Lima, metendo o pau na segurança pública, pega carona na morte da jovem universitária Meirylane Taís, assassinada nesta semana em João Pessoa, por dois assaltantes.
Ainda bem que o deputado apareceu. Pensava que ele estava com problema de fala, de oiça e de vista, pois grande foi o seu mutismo desde quando aconteceu a morte do agente de trânsito covardemente assassinado, pelo neto de José Carlos da Silva Júnior, o conhecido Rodolpho do Porsche. A comoção que tomou conta da Paraíba não tocou no coração de Pedro Cunha Lima. O jovem deputado recolheu-se a um profundo silêncio e não deu um pio. Sabem porque Pedro calou o bico? Para não desgostar o avô do criminoso. Para ele, o silêncio representava espaço na TV Cabo Branco, na TV Paraíba, no Jornal da Paraíba, sem contar as possíveis contribuições de campanha do poderoso Grupo São Braz. O deputado não passa de uma mala sem alça. (Blog do Tião Lucena)
O governo federal está pagando “Youtubers” para elogiar a reforma no ensino médio. Em uma publicidade do Ministério da Educação (MEC) disfarçada, o governo pagou R$ 65 mil para o canal do YouTube “Você Sabia” falar bem da reforma do ensino médio. O vídeo “tudo que você precisa saber sobre o ensino médio” já conta com mais de 1,6 milhão de visualizações. Em nenhum momento os apresentadores indicam se tratar de um conteúdo pago. Eles ainda contam que resolveram falar sobre o assunto porque têm notado que há muitas dúvidas sobre o assunto. “A gente achou o tema bastante interessante, uma galera [estava] discutindo nas redes sociais, e então falamos: deixa com nós que a gente explica direitinho”, diz um dos jovens. (Polêmica Paraíba)
A modelo Rayssa Potel, de São Paulo, encontrou no programa uma forma de divulgar um trabalho “sensual e artístico” livre das restrições de outras redes sociais. Em um grupo fechado de 32 pessoas, ela cobra R$ 10 por mês a cada participante para enviar fotos eróticas e poesias. Rayssa conta que começou a compartilhar diariamente suas fotos e poesias há seis anos. Geralmente em poses seminuas, ela também envia aos fãs uma curta narrativa poética para acompanhar a imagem. O grupo, segundo ela, foi criado por se sentir “perseguida pela censura” no Facebook e Instagram, onde também divulga seu trabalho. As duas redes sociais proíbem e bloqueiam material pornográfico, embora tentativas de publicar algo nesse estilo sejam comuns. (Uol-Polêmica Paraíba)
A crise de moralidade que assola o Brasil fortaleceu àqueles que sempre viveram no subterrâneo da República e conspiram por uma intervenção militar. A desmoralização da classe política e vácuo de lideranças concorre para o crescimento da candidatura populista e de extrema direita personificada em Jair Messias Bolsonaro. Camuflam-se entre os que respeitam as regras os que na verdade vislumbram num golpe militar a única chance de chegar ao poder. Faz-se necessário que a sociedade fique vigilante às hordas que se multiplicam doutrinadas a partir dos quartéis. O principal discurso dos golpistas é a necessidade de se barrar a violência a partir da derrubada da lei que proíbe o porte de armas. São radicais de extrema direita se organizando como nunca visto e com propostas que encontram eco na população, às voltas com a violência urbana, cansada dos escândalos revelados pela Lava Jato.
Bolsonaro é a parte visível dessa onda, aquele escalado para ter interlocução com a mídia e buscar apoio em setores da sociedade. (Blog do Dércio)

Nenhum comentário:

Postar um comentário