braganeto1965@hotmail.com

braganeto1965@hotmail.com

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Plantações de coco estão morrendo por causa de desvio de água no canal das várzeas de Sousa


As plantações de coco irrigadas no perímetro das várzeas de Sousa, no Sertão paraibano, estão morrendo por conta de desvios de água no canal de irrigação que sai do complexo Coremas/Mãe D'Água até o local onde estão as plantações.
As irregularidades foram denunciadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) em janeiro deste ano.
O plantio de coco recebia água com origem no Distrito de Irrigação das Várzeas de Sousa (Dpivas), que era abastecido por um canal que começava no complexo de Coremas, o maior reservatório do Estado da Paraíba.
O problema, segundo um relatório do TCE, é que parte desta água não estava chegando ao destino final.
O estudo, realizado de 2015 a 2017, aponta que de um total de 170 milhões de m³ retirados do reservatório, apenas 40 milhões chegavam para serem utilizados pelo Dpivas, uma subtração de água de aproximadamente 130 milhões de m³.
Uma parte dessa perda foi para o estado do Rio Grande do Norte, enquanto a outra foi desviada através de tubulações clandestinas implantadas ao longo do canal da redenção, identificou o TCE.

(G1-PB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário